sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

4 coisas que me irritam em séries americanas

AVISO: spoilers spoilers spoilers de Glee, Pretty Little Liars, Dexter e True Blood. Acho que é só, por enquanto. 

[sorry não colocar aviso antes, mas tinha esquecido e Marina quem lembrou lol ♥]

Quinn Fabray: maior exemplo das incoerências de Glee. Fonte: helenshowalter
1. Erros de continuidade

Galera, se X e Y são amigos na primeira temporada, eles CONTINUAM amigos na segunda temporada a menos que haja um bom motivo e muito bem explicado do fim dessa amizade. Relações humanas não são cortadas do nada, corpos que reaparecem em uma festa de Halloween não são esquecidos e, sim, eu quero saber como a fulaninha tá vivendo depois que na série foi dito que ela saiu da casa de não sei quem. 

Em Glee, Quinn e Mercedes ficam amiguissímas tipo unha e carne na primeira temporada. Quando Quinn é expulsa de casa por ter engravidado, Mercedes faz a boazinha e abriga ela na casa e tudo o mais. O final da primeira temporada é o parto de Quinn super na vibe emocional, com a performance de Vocal Adrenaline de Bohemian Rhapsody. Quer dizer, enquanto Jesse e Companhia cantavam Queen lá, Quinn estava parindo com Mercedes do lado dando apoio pra o que der e vier. Aí chega segunda temporada e... silêncio. Elas nem agem como se fossem amigas, apenax conhecidas. Cadê a amizade em níveis profundos? Cadê aquele companheirismo? Quinn MOROU com Mercedes, mas nada se disse a respeito. 

Eu acho erros de continuidade chatíssimos. Eles comprometem o entendimento da história. Porque é aquela coisa: você cria uma história, lança dúvidas aqui e ali. Quem matou Fulana? Por que Sicrana tava chantageando Beltrano? Será que era o meu ex mesmo naquela festa? E aos poucos você vai respondendo as dúvidas e contando uma história. É essencial que você mantenha tudo coerente. É essencial que os personagens não pareçam que esqueceram coisas importantes. No 13º episódio de Pretty Little Liars, o CORPO de Allison aparece em uma festa de Halloween de uma forma realmente traumatizante. Mas no episódio 14º, ninguém fala um A que seja. Não, agora o foco é bora voltar a falar de Mona e seu retorno. E o corpo??? (mas a festa não foi ignorada. Eles falaram de Garret. É alguma coisa, pelo menos)

Eu não gosto de série que a coisa não fecha. Eu gosto de ver série que cada acontecimento influencia o próximo, em uma cadeia de eventos, e que tudo faz sentido. Que acontecimentos antigos pra cacete não foram ignorados, que são importantes. Eu gosto de ver séries que rivalidades e amizades fiquem num nível coerente e eu saber que Fulana continua falando com Sicrana, e saber o porquê de Beltrano não querer mais olhar na cara de Fulana. Eu quero que me expliquem isso. Por favor.

(série que peca horrores nisso, nível master: Glee. Eu nunca sei se Rachel tá brigada ou não com Finn, e nunca sei se Quinn tá de boa ou não com Santana. E nunca sei com qual cara Quinn está. Aliás, eu me confundo com o troca-troca. E os personagens novos são tão imprestáveis que eu mal decoro os nomes deles)

Alcides: desculpa, mas é muito músculo e pouca substância na série.
2. Personagens/plots inúteis

Morram todos.
Eu nunca assisti Desperate Housewife, mas ouvi dizer que existe um episódio por temporada que é um episódio de alguma catástrofe e que um monte de gente morre nesses episódios. Eu sou da opinião de que é ESSENCIAL as séries adotarem isso como prática. Toda temporada necessita de limpas frequentes, para ir eliminando essa galera que não faz nada. Por exemplo, eu sou da opinião de que em True Blood, todo mundo que é da Autoridade tem que morrer. Isso inclui aquela mulher louca, a irmã de Eric, todos os comparsas, os soldados todos. Aí aproveitava o embalo e colocava um furacão lá, e matava os lobisomens. Pronto. Acabava esse plot. Aí colocava o furacão pro outro lado e dava um jeito nas fadas, porque são tão inúteis que mesmo em vinte ou trinta, ainda assim são incapazes de matar um vampiro. 

Em Glee, eu não vejo problema em acabar com mais da metade do elenco. Não acrescentam nada. Tina existe desde a primeira temporada, e não fez nada que prestasse. 80% dos personagens são como ela. Todo mundo ali só existe pra servir Rachel e agora que ela tá brilhando em Nova York, tá todo mundo perdido com uma guriazinha nova que não tem um décimo da atitude que precisa ter pra ser a nova voz do grupo. Certo tá Dexter: tem poucos personagens, e sempre rola umas três mortes no final de cada temporada. Sempre elimina-se gente proporcional à galera que entra, e o número de personagens se mantém. Embora eu me pergunte porque Quinn ainda está vivo: ele não tem nenhum plot decente. 

O bom é que às vezes eles são inúteis, mas cê curte, né. É aquela coisa. 

(favor não confundir personagens secundários com personagens inúteis. Ou não confundir plots idiotas com plots inúteis. Community tem uns plots bem idiotas e nonsense, mas não significa que são inúteis, pelo contrário. Apesar de eu nunca ter entendido a história da escola dos construtores de ar-condicionado.)

"desculpa te fazer esperar um ano pra descobrir o que vai acontecer com Debbie bj"
3. Hiatus que demoram uma eternidade

Pausa no Halloween. Pausa no Natal. Pausa pra comemorar níver do escritor. Pausa pro lanchinho. Pausa pra inspiração baixar. A série tem doze episódios e passa uma vez por ano. E pobre de você que tem que esperar um ano para saber o que vai acontecer. Que o diga eu que acompanho True Blood desde que começou. Todo ano é a mesma conversa: acaba a série e eu tenho que sentar e esperar. Ou então sentar e esperar os episódios novos que vem depois de cada alinhamento planetário. Eu sou inteiramente a favor de férias e 13º para todos os atores e roteiristas, e acho super coerente que eles todos possam curtir as águas de Caribe ou esquiar nos Aspen, sei lá. Eu super concordo que atores também são gente. Mas, pessoinhas, vejam meu lado de consumidora. É absolutamente cruel que se faça apenas doze episódios de True Blood ou Dexter por ANO. E que SEMPRE termine com alguém morrendo e, NÃO, você NÃO vai saber o que aconteceu. Sim, você vai esperar UM ANO pra saber. 

Se isso é uma tarefa para exercitar a minha paciência, funciona. Apesar de ainda sofrer de abstinência quando sou obrigada a esperar no meio de um hiatus. Apenas choremos com a espera.

4 mentirosas que mentem muito, muito mal
4. Burrice

Pretty Little Liars sofre desse mal. Aliás, todas as séries sofrem, mas vamos focar em PLL porque acho essencial falar o quanto as meninas são TÃO tapadas com o que está bem na frente delas. Amor, se você tem o diário de Allison na sua frente contando todos os detalhes de coisas que ela sabia, você PEGA o diário e SAI CORRENDO. Você não fica uma temporada inteira toda construindo uma tese de "oh X é o assassino, bora pegar ele" e então ESQUECE e/ou IGNORA todas as provas que apontam para OUTROS suspeitos. Você não fica sabendo que tem alguém querendo te incriminar e então fica entrando nos lugares SEM LUVAS, deixando suas digitais por todo canto. Você não fica "oooh a gente descobriu isso e aquilo. Bora pra polícia contar nossas suspeitas" quando você já foi pra polícia e passou por louca. Você está sendo ameaçada e não pode contar pra ninguém? Então não fique correndo que nem barata tonta, cometendo todos os erros idiotas e caindo na teia do seu inimigo da melhor forma possível. Para eles, não para você.

Eu passo nervoso em Dexter com a mais profunda indiferença do protagonista quanto à câmeras de segurança. Vou ignorar o fato dele ter assassinado um cara NUM AEROPORTO e ninguém ter percebido. Isso passa longe dos meus critérios de coisas reais e possíveis. E eu acho um absurdo que nenhum dos humanos de True Blood pensou em, sei lá, andar sempre com uma corrente de prata com o objetivo de se proteger. Sookie vive sendo sequestrada, ameaçada, perseguida e toda uma série de coisas e ela é muito cobiçada pelos vampiros. Se eu fosse, no mínimo, andava armada com uma estaca, um revólver com balas de madeira com núcleo da prata, uma correntezinha básica. Mas não. Ah, não, então ela sempre está em perigo. Uma das cenas mais estúpidas é ela e suas amiguinhas fadas tentando matar um vampirinho de três mil anos lá. Não, todo mundo ficou "bora matar o cara" e NINGUÉM pensou em matar o cara com prata. Uns humanos meia-tijela conseguem matar vampiros de boa, mas as FADAS que estão em, tipo, VINTE pessoas SÃO ABSOLUTAMENTE INCAPAZES de matar o vampiro. E isso que elas usam o poder mágico delas, mas de nada funciona. 

Por algum motivo suspeito, as pessoas se tornam estranhamente incapazes de ter um raciocínio lógico em séries. Elas sempre fazem aquilo que a gente diz pra não fazer. E sempre sou eu a infeliz espectadora desejando que eles morram, porque a natureza é cruel e a seleção natural se encarrega de eliminar os idiotas. Pena que os idiotas nunca morram. Sério. Eles nunca morrem. 

melhor série, desculpa ♥
#chateada que não consigo encontrar mais motivos. Perdão se fui repetitiva nas séries, mas é que são as séries que eu mais me lembro agora, de ter visto recentemente e lembrar de situações específicas e tal. Apenax frustrada que tenho que esperar a próxima temporada de True Blood (e olha que já vi a quinta bem atrasada, imagina se tivesse acompanhado no ano passado). Mas tudo bem. PLL voltou, e ainda tenho umas 5 temporadas de Queer as Folk ♥
(sem contar séries que pretendo ver, como Once Upon a Time. Então... é isso! =3)

[UPDATE: meu profile no Banco de Séries! Queria colocar ele permanentemente na sidebar, but não sei fazer o iconezinho fofo dele pra ficar bonitinho lol]

4 comentários:

  1. Deixa o link pro seu perfil no Banco de Séries Luna! Eu estou tentando assistir PLL, mas tem horas que elas fazem coisas tão burras que fica difícil. Dexter eu preciso continuar, mas ultimamente o que me faz feliz é rir muito com New Girl e TBBT <3.
    Ah, e vc deveria avisar sobre o monte de spoilers no texto, né dona Luna?
    Minha meta é terminar PLL e Skins UK pelo menos a segunda temporada. Eu estou assistindo umas 5 séries ao mesmo tempo, você não imagina o quanto eu estou esperando pelos hiatos, assim eu posso adiantar um pouco as outras que estão paradas.
    Sou uma série-maniaca confesso...

    (Minha pag. no Banco de Séries)

    http://bancodeseries.com.br/index.php?action=userPage&uid=999995302

    Marina

    ResponderEliminar
  2. AMO OS PERSONAGENS DE DEXTER. Morro de depressão com os hiatos.
    E também achei ridículo ele ter matado o cara no aeroporto. Por favor né gente? Vive falando do protocolo do pai dele e na hora do vamo ver vai lá e mata o cara num lugar (supostamente) absurdamente vigiado? No mínimo ia precisar de um planozinho só pra tirar o cara de lá. Pfft.
    Mesmo assim ainda é minha série preferida, porque explorou muito bem os personagens e não enrolou DEMAIS em alguns deles. Às vezes fica meio confusa, tipo continuo achando que Debra podia ter colocado porcaria na própria garrafinha de água, mas pela reação da Hannah imagino que ela tenha colocado mesmo, assim, burramente (?) sei lá né. Esperando ansiosamente última temporada, anyway. *-*

    Bem, seu post foi ótimo Luna, são essas coisas que provavelmente estressam todo mundo, haha.
    Tá legal o blog, parabéns! :D

    ResponderEliminar
  3. Menina eu falo tanta coisa igual a vc, shauhssh adorei. E olha, tô pra ver uma série bem feita viu! O último ep da 3 temporada de Pretty Little Liars eu vou te contar, teve muito erro. A Mona do nada é boazinha? Como assim tudo começou em Radley se ela já atormentava as meninas desde a primeira temporada! Falou que nunca viu o rosto da menina de vermelho, sendo q ela visitava ela no hospicio! Disse que no começo ( q teria sido em radley ) foi bom ter uma parceira...ah tá bom que no começo ela fazia tudo sozinha aham! Ela conseguia estar em todo os lugares? Ah por favor viu, odiei...e olha que aaaamo essa série..só falta a Alison ser boazinha tmb, aí é o fim

    ResponderEliminar
  4. Simplesmente amei o post....I think the same way rsrs....Pll ta me deixando master decepcionada.....

    ResponderEliminar

Se você for amor, tome um chá, sente no sofá, tire uma soneca, fique à vontade que a casa é tua. Se você não for amor, inclusive sendo homofóbico, misógino, transfóbico, racista, etc., eu excluirei sua postagem. Sim, porque aqui é ditadura da minoria e as pessoas que me amam e/ou me lêem não são obrigadas a lerem sua merda. Então pense duas vezes :)